Poema: Sagrada

domingo, junho 14, 2015

Resenha: Marca de Sangue, de Isabel Moreira Rego

Sinopse:
O acontecimento de uma grande mudança deixou de afetar toda a humanidade. Os vampiros modernos dos finais do século vinte trocam o sangue humano pelo sangue sintético. Uma criação em laboratório, de grande expansão mundial, comercializada pelos japoneses. Sarah Wilson é uma recente vampira empregada de mesa num bar, numa pequena aldeia, nas periferias da cidade de Pádua. Trabalha no turno da noite. Esconde de todos os colegas que é uma morta-viva com medo de ser confundida com os vampiros sanguinários de séculos passados. Para disfarçar a cor branca e transparente da sua pele, usa maquilhagem adequada ao seu anterior perfil de humana.  Um dos colegas surgiu, distanciado dos outros, para apoiá-la com a ajuda dos seus conhecimentos profissionais. Com a aproximação o humano, Rangello Giovanni, apaixona-se pela vampira Sarah.  Aos poucos se descobre, um pouco por todo o mundo, que o próprio sangue dos vampiros funciona nos humanos como uma das energias mais poderosas. É possível que os humanos ao aceitar os vampiros acabem por aceitar a sua própria extinção?

Título: Marca de Sangue
Páginas: 214
Gênero: Literatura Fantástica
Editora: Chiado Editora



Olá Flores,

Eu fui totalmente surpreendida com a leitura desta obra, tanto pela escrita da autora que prioriza mais o descritivo e o narrativo do texto do que os diálogos, quanto pela forma como se desenrola esta história criada por ela, que devido a esta forma de escrita acaba por passar ao leitor certa morosidade como se demorasse a acontecer os fatos, talvez por se tratar de uma obra volume I de uma série, a autora tenha se detido mais neste primeiro numero como uma maneira de apresentar o contexto dos demais livros e familiarizar ao leitor.


A obra narra à história de Sara Wilson, uma jovem vampira recém-transformada, que vive em uma sociedade um tanto quanto distópica, visto que fala de um suposto futuro onde vampiros cansados de sua sobrevivência oculta da humanidade se revelam nas noites, e enquanto um grupo pacífico busca a harmonia com os humanos, outro grupo ligado às tradições da raça prefere seguir caçando seres humanos desavisados e se alimentando deles.

A história começa a ser contada quando um grupo destes vampiros ataca a cidade e a escola onde Sara e o jovem Abel estudam matando a grande maioria e sobrando apenas alguns humanos que se transformam em vampiros pouco depois. Os dos jovens que até este episodio eram apenas colegas de escola passam a “viver” como companheiros de jornada, para os humanos se identificam como primos, mas acabam se envolvendo romanticamente.

Porem enquanto Abel se conforma a sua nova realidade se alimentando de sangue de animais, Sara se debate entre a revolta, a saudade da vida como humana e a necessidade de descobrir mais sobre sua nova natureza além de encontrar outros semelhantes de sua nova raça. No entanto Sara guarda um desejo secreto de encontrar uma forma de reverter sua condição, ou melhor, dizendo uma “cura”.

Sara então sacrifica sua existência pacifica e calma ao lado do jovem Abel em uma fazenda e parte pelo mundo em busca de respostas. Em dado momento ela encontra Rangello um jovem humano que se apaixona por ela e conquista na vampira um novo tipo de amor mais maduro e em bases mais equilibradas apesar das diferenças do casal.

Notem que está é uma história fictícia e fantástica, mas que trata de auto aceitação, descoberta e respeito às diferenças.  Onde humanos e vampiros se dispõem a conviver cada grupo dentro de suas peculiaridades evitando prejudicar o outro e indo além, buscam entender a existência de maneiras de um grupo se beneficiar com o outro e com isso favorecer a vida na terra.

Apesar da obra se tratar de um infanto-juvenil, eu não classificaria esta leitura fluida ou densa, mas de substancial por este caráter associativo entre a sociedade mostrada na obra e a sociedade em que vivemos atualmente, onde o homem necessita aprender a conviver entre seus pares, dispares e a natureza em prol de um objetivo maior, a nossa sobrevivência.

Existe um mistério que envolve a jovem Sara e uma marca de nascimento que ela traz nas costas que vem a ser a marca que confere título à obra, Marca de Sangue.  A autora fez suspense sobre esta marca até o ultimo momento e deixa gancho para o próximo volume. Uma leitura bastante intrigante e rica que eu espero ter a oportunidade de ler a sua sequencia em breve e quem sabe conseguir uma reflexão melhor ou mais aprofundada obra como um todo. Eu não poderia deixar de citar que a história de vida da própria autora é comovente e eu espero conhecer um pouco melhor em breve. Confira abaixo.

Sobre a autora:
Isabel Moreira Rego nasceu no concelho de Lagoa (Algarve) no dia 14 de Janeiro de 1943. Filha de João Dias Rego e de Judite Moreira Fraqueza. Foi viver para casa dos seus avós maternos, aos seis anos. A partir daí integrou-se numa Sociedade que a esperava de braços fechados. Aos sete anos, já na escola primária, escreveu o seu primeiro poema. Aos 11 anos, com a morte trágica de sua irmã mais velha, escreveu a autobiografia: "A Juventude de Isabella", em sua memória. Quando tentou publicar a obra, ela foi cortada pela censura da época. Em manuscrito, a obra ficou na gaveta, até 1979... Data em que foi publicada. A pequena obra com apenas 154 páginas foi o descalabro na família. Isabel Moreira Rego foi condenada uma vez mais, desta vez pela família. Hoje tem vários trabalhos escritos na gaveta, os quais deseja publicar...

Abraços Poéticos, 
  
Reações:

Comente com o Facebook:

11 comentários:

  1. Eu adoro vampiros. Acho que é um dos seres sobrenaturais que mais me agradam. E acho que eles podem ser tomados como uma grande metáfora para pessoas diferentes que precisam de respeito e aceitação. E que bom que o livro vai por essas águas. Vivemos em uma sociedade tão preconceituosa comas diferenças.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Clãs que se dispõe a viver em harmonia, é isso? Se for mesmo, já gostei. Mas, para um infanto-juvenil achei a capa muito apelativa, imaginei que fosse adulto e erótico.

    ResponderExcluir
  3. Achei interessante essa premissa diferenciada sobre os vampiros. Nos livros em geral é inconcebível haver essa coexistência pacífica! Achei bem bacana. Vou deixar anotado aqui.
    Como sempre sua resenha dá até tristeza quando acaba! Queria poder ler sempre mais! :D

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  4. Adoro sagas sobrenaturais, vampiros,e fiquei bem surpreendida com a criatividade sobre a mudança de sangue. Adorei a resenha, fiquei mega curiosa, vou procurar pra ler :D

    ResponderExcluir
  5. Oláá
    Não conhecia o livro mas parece ser bem legal para quem gosta desse gênero, o que não é meu caso, é bem raro eu ler livros de vampiros ou sobrenaturais, mesmo assim, ótima dica ;)

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, boa tarde!

    Sabe, quando li a sinopse desse livro pela primeira vez a umas semanas atrás, de imediato me lembrei de "As Crônicas de Sookie Stackhouse", e foi por isso que me interessei pela obra - ainda que com receio de serem histórias parecidas demais, decidi por lê-lo, já o tenho em mãos e iniciarei a leitura em breve.

    Li a sua resenha com receio de ter muitos spoilers e fiquei contente que não teve, sua resenha só me deixou mais curiosa e com vontade de ler e também mais tranquila, por perceber que ainda que a sinopse tenha me feito lembrar da outra série, me parece ser bem diferente uma da outra. Fiquei curiosa para saber a que se refere a tal marca de sangue.

    Não achei que fosse infanto-juvenil, a premissa não me remete a isso, mas é bom saber. A capa é atrativa, para quem curte vampiros. hehehe. Parabéns pela resenha!

    Beijo!
    Livros & Tal [livrosetalgroup.blogspot.com.br/]

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro livros sobre vampiros, porém a premissa desse livro e com a leitura não fluindo muito bem, me desanimei um pouco. Como estou lendo muito romances pode ser o momento. Dica anotada para ler em outra ocasião. abraços

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  8. O livro em si não me atraiu por não ser o meu tipo de leitura. Mas, eu não conheço a autora e nunca li nada publicado pela Chiado, então pode ser uma oportunidade de conhecer mais o trabalho da Editora.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Lunna, tudo bem?
    ADORO vampiros, e este livro não conhecia.
    Vou anotar aqui para solicitar para a Chiado futuramente.
    Acho que eu teria um pequeno problema por ter mais descrições que diálogos, mas por ter vampiros vou arriscar.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  10. Achei a premissa interessante, apesar de não gostar muito de histórias vampirescas. Esse me chamou atenção pelo snague sintético.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  11. Olá! Já estou com saudades de ler histórias de vampiros e achei a premissa dessa série bem interessante. Gostei, principalmente, do que você falou sobre aceitação. Muito legal que nessa obra vampiros e humanos convivem harmonicamente, buscando um equilíbrio e tendo que aceitar uns aos outros. Beijos!

    ResponderExcluir

O texto desta postagem foi produzido e elaborado por mim, Lunna Marcela e pensado em você cara leitora. Aqui tento colocar em palavras aquilo que me representa, que possa te alegrar e também representar de alguma forma. Deixe seu comentário pois ele é muito importante para mim....Bls Mil <3

"Seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito"

Social Profiles

Twitter Facebook Google Plus LinkedIn RSS Feed Email Pinterest
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Editoras Parceiras

Flor Roxa no Face

Autores Parceiros

Google+ Followers

Posts Populares

TOP COMENTARÍSTAS

Estante Skoob

comentáriosface

Tradutor

Descrição do Flor Roxa

Quando falar já não é suficiente para expressar a nossa essência, nós basta viver em poesia constante.

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Unordered List

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sample Text

Leve a Flor

Flor Roxa Poemas e Poesias - Dicas para blogs

Theme Download

Marcadores

#brasilemprosa Amor Anderson Henrique As Aventuras de Pinóquio Autor Autor Parceiro Autores Nacionais Beijo blog parceiro book tour Bruno Félix Butterfly Editora Carina Rissi Chiado Editora Concurso Literário Contos Crimes do Tarô Crossfire David Cohen Denuncia Dia dos Namorados Divulgação Editora Ática Editora Biruta Editora Globo Editora InVerso Editora Jose Olympio Editora Mulheres Editora Parceira Eduardo Rossato Em Busca das Borboletas EraEclipse Editora Eykler Simone Feminismo Ficção Flávia Mariano Florbela Espanca Fml Pepper Gilka Machado Golfinhos e Tubarões Happer Lee Herdeiro Sevenwatars Hot Hudson Ribeiro Infancia Infanto-juvenil Izabel Brandão Janethe Fontes Jean Shinoda Bolen Juliet Marillier Lançamentos Leonardo Nóbrega Lilian Farias Literatura Literatura Capixaba Literatura Fantastica Literatura Infanto-Juvenil Literatura nacional Livro de colorir Livros Lost Girl Luta pelo fim do racismo e preconceito na literatura Marçal Aquino Margarida Pizarro Maria Wilker Mitos mudança de vida Mulher Mulheres na Poesia Musica Não Pare Negritude O Mundo Encantado das Cores O Segredo de Índie O sol é para todos Outros Tempos Parceiros parcerias Petit Editora Pettit Editora Play List Poemas poemas autorais Lunna Marcela Poesias Projeto 10x10 Promoção promoção Literária Racismo Ramones Resenha Resistência romance Romance Espirita Romance Hot Sagrado Feminino Sarah Kilimanjaro Série de TV Série Vagalume Sevenwaters sociedade celta. A filha da floresta Sol e Lua Sororidade Sorteio Suzana Albornoz Sylvia Day TAGS Tais Cortez Textos Poéticos The L World The Musketereers Trechos de Musica Vikings What Wonderful World

Copyright © Flor Roxa | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...