Poema: Sagrada

terça-feira, junho 02, 2015

Resenha: O Segredo de Indie, Tara Taylor & Lorna S.Nicholson

Sinopse:
O Segredo de Indie conta a história de uma garota aparentemente comum: ela frequenta a escola, tem um grupo de amigas, toca guitarra e é apaixonada pelo novo garoto que acabou de chegar ao colégio. Porém... Ela tem algo diferente. Desde criança, Indie vê e sente coisas que ninguém mais vê ou percebe: são espíritos e visões sobre seus amigos e sua família. Ela sabe o que vai acontecer com eles e não tem como evitar tais eventos. Lutando desesperadamente contra esse dom, o esconde de todos, com a esperança de que um dia ele desapareça. Afinal, como toda garota de sua idade, Indie tem um mundo de descobertas pela frente e quer viver exatamente como qualquer pessoa “normal”. Mas será que esse é o seu caminho? Deixe-se envolver por estas páginas para desvendar os mistérios e os segredos de uma garota comum... Mas, ao mesmo tempo, muito especial.

Sobre a Obra:
Título: O Segredo de Indie
Autoras: Tara Taylor & Lorna Schultz Nicholson
Paginas: 296, 16x23 – brochura




Olá Flores,

Antes de qualquer coisa eu gostaria de dizer que a primeira coisa a chamar a minha atenção para esta obra foi o título que imediatamente remeteu-me a pensar em Criança Índigo e eu me interessei a fazer esta leitura cruzada com outro título que tornasse possível trabalhar com este conceito, porém considerei que isso extrapolaria o proposito desta resenha então, deixo aqui um link onde possam ler algo a respeito e que talvez ajude a entender nossa personagem a jovem Indie, além de aprofundar um pouco mais o conhecimento sobre a temática proposta. Como eu suspeitei desde o principio Indie é um apelido para Índigo Russel, uma jovem de dezessete anos, loira e de profundos olhos azuis a cor de seu nome.

Tara Taylor autora desta obra faz referencia a sua própria vivencia e experiência sobre o assunto para construir esta personagem, uma vez que Tara é uma sensitiva que hoje trabalha em centros reconhecidos de estudos e palestras sobre paranormalidade soube muito bem traduzir em palavras com a ajuda da jornalista Lorna todas os nuances e matizes das experiências pelas quais a jovem Indie passa, suas duvidas, seus dramas, seus medos e seus amores.

Com o objetivo de apresentar ao leitor as várias formas de manifestação das habilidades de uma pessoa sensitiva Tara Constrói a personagem Indie com as quatro das habilidades mais conhecidas:
A Clarividência: Um tipo de intuição que permite que o sensitivo veja as mensagens em quadros mentais ou imagens rápidas.
A Clariaudiência: Um tipo de intuição que permite ouvir uma mensagem ou resposta.
A Claricognição: Um tipo de intuição que permite saber de algo a acontecer.
A Clarisciência: Um tipo de intuição que permite ao sensitivo sentir uma situação podendo captar os sentimentos de pessoas ao entorno.
Os conceitos podem ser aprofundados, porém estão simplificados para facilitar o entendimento.



Tendo entendido o universo de Índie vamos então nos ater a falar mais especificamente da obra, no livro a jovem é uma estudante do ensino médio e como todas vive os dramas desta fase, os estudos, as preocupações com o futuro, as relações familiares e com professores e seus pares.

O cotidiano de Indie é marcado pelas experiências que ela tem advindas de seu talento especial o que a deixa em situação de tensão constante, pois ela ainda não sabe bem como lidar com esta sua características e apesar de ter apoio familiar ela tenta a todo o momento impedir que as vibrações aconteçam.  Ela tenta se passar por alguém normal e se as pessoas notarem o que se passa com ela ( palidez, sudorese excessiva,  desmaios, fraquezas, rubores, frio...) dificilmente conseguiria.

Indie tem uma melhor amiga chamada Lacey que na escola além de ser linda, popular e jogadora de voley  ainda namora o  astro do time  de roquei, Burke.  Esta amizade apesar de ser desinteressada facilita a vida de Indie na escola, pois Lacey que sabe do segredo dela a ajuda a camuflar os acometimentos pelos quais ela passa.  Também pela popularidade do casal eles acabam ajudando Indie a ser mais bem aceita no circulo social escolar. Índie toca guitarra em uma banda de rock de meninas e se sai muito bem com isso.

Tudo se complica quando Indie começa a ter visões e outras intuições a respeitos de seus colegas de escola e fica sem saber como agir para resolver a situação uma vez que ela mesma às vezes não sabe oque significam as mensagens que ela recebe. Lógico ela tem medo de ser taxada como louca, doente, bruxa, anormal e ter sua vida transformada em um inferno.

Além disso, ela se apaixona e inicia um namoro com o jovem John o cara gato e enigmático da escola e outra dúvida abate a moça. Confiar a John o seu segredo ou não? Ele seria capaz de entender e aceita-la como ela realmente era? Enquanto Indie tem uma família amorosa e estruturada para apoiá-la, John ao contrário vive um drama familiar que Indie sem querer se vê envolvida.

“-O que você quer? – Perguntei impaciente. – saia da minha frente.
-Eu tinha batido nela, e por isso ela me feriu. Depois cavou um buraco com uma pá e me enterrou.
-Chega! Não quero ouvir mais nada!
[...]
-Diga a ela que peço perdão – Ele repetiu e desapareceu”.

Em determinado momento uma morte na escola leva Indie a se deparar com a seguinte questão; ou ela assume quem ela é e tenta ajudar as pessoas, especialmente as que ela gosta ou amargará o resultado da sua falta de ação e atitude.

Toda narrativa da história de Indie é tratada de forma branda e suave, não existem grandes momentos de tensão ou ápices, pois a autora tenta mostrar a normalidade de Indie e seu universo interior, então não seria lógico que ela fizesse desta obra algo fantástico. A autora também em momento algum do livro "classifica" a personagem Índigo Russel como sendo uma criança índigo esta é uma reflexão minha inspirada na obra.

Particularmente eu gostei muito e ter conhecido a autora e a obra em si que me oportunizou momentos de gostosa leitura e reflexão sobre, por exemplo, como muitas vezes camuflamos oque somos para enfim nos sentir aceitos em nosso meio de convívio e como isso pode afetar a nossa vida de forma até mesmo remediável.
 

Abraços Poéticos, 


Reações:

Comente com o Facebook:

10 comentários:

  1. Oi flor.
    Parabéns pela resenha! Foi a melhor que eu li aqui no seu blog até agora. Seu trabalho a frente do blog cresceu bastante. Muito bom!
    Estou curioso pela leitura dessa obra.
    Beijos

    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  2. Oláá
    Sua resenha está ótima e gostei da premissa de livro além de ter visto vários elogios, parece ser bem legal e espero ler em breve.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Devo dizer que você faz resenhas MARAVILHOSAS! Fala o suficiente, nem pouco e nem muito. Sério mesmo, leio com prazer pela maneira como você escreve, porém esse livro não me interessou muito.
    Bjs, Isabella

    ResponderExcluir
  4. Oi Lunna,
    Pretendo ler o livro em breve.
    Tenho muito interesse tanto em crianças índigo, quanto nas cristais
    acho que essa é uma leitura muito interessante pra quem tem crianças em casa.
    Beijoos

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Quanto mais resenhas desse livro eu leio, mais vontade de tê-lo eu tenho. Preciso ler! hahahhaah
    Amei a resenha!

    Beijão!

    http://www.cheirodelivronacional.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu já li algumas resenhas desse livro, mas confesso que o enredo não tinha me chamado atenção até eu ler a sua resenha. Não vou dizer que vou ler o livro agora, mas definitivamente fiquei tentada.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá =)

    Essa é a primeira resenha que leio sobre esse livro, mas nesse primeiro momento o enredo não me atrai. Quem sabe mais para frente né? Gostei bastante da sua resenha e a capa dele é bem bonita! Parabéns!

    Beijos,
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  8. Parece ser uma boa história, mas o enredo não me prendeu da maneira que achei que faria. Achei um pouco infantil, não sei dizer. Não gostei muito da capa e nem da sinopse, mas a ideia é muito boa!
    Quem sabe eu dê uma chance em outro momento?
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Não é um livro que eu tenha interesse no momento, mas vou anotar a dica para ver mais para frente.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Estou com esse livro para ler, e quando o vi pela primeira vez, também pensei em crianças índigos, rs. Gosto de histórias que abordem a paranormalidade, e espero gostar do livro também
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

O texto desta postagem foi produzido e elaborado por mim, Lunna Marcela e pensado em você cara leitora. Aqui tento colocar em palavras aquilo que me representa, que possa te alegrar e também representar de alguma forma. Deixe seu comentário pois ele é muito importante para mim....Bls Mil <3

"Seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito"

Social Profiles

Twitter Facebook Google Plus LinkedIn RSS Feed Email Pinterest
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Editoras Parceiras

Flor Roxa no Face

Autores Parceiros

Google+ Followers

Posts Populares

TOP COMENTARÍSTAS

Estante Skoob

comentáriosface

Tradutor

Descrição do Flor Roxa

Quando falar já não é suficiente para expressar a nossa essência, nós basta viver em poesia constante.

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Unordered List

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sample Text

Leve a Flor

Flor Roxa Poemas e Poesias - Dicas para blogs

Theme Download

Marcadores

#brasilemprosa Amor Anderson Henrique As Aventuras de Pinóquio Autor Autor Parceiro Autores Nacionais Beijo blog parceiro book tour Bruno Félix Butterfly Editora Carina Rissi Chiado Editora Concurso Literário Contos Crimes do Tarô Crossfire David Cohen Denuncia Dia dos Namorados Divulgação Editora Ática Editora Biruta Editora Globo Editora InVerso Editora Jose Olympio Editora Mulheres Editora Parceira Eduardo Rossato Em Busca das Borboletas EraEclipse Editora Eykler Simone Feminismo Ficção Flávia Mariano Florbela Espanca Fml Pepper Gilka Machado Golfinhos e Tubarões Happer Lee Herdeiro Sevenwatars Hot Hudson Ribeiro Infancia Infanto-juvenil Izabel Brandão Janethe Fontes Jean Shinoda Bolen Juliet Marillier Lançamentos Leonardo Nóbrega Lilian Farias Literatura Literatura Capixaba Literatura Fantastica Literatura Infanto-Juvenil Literatura nacional Livro de colorir Livros Lost Girl Luta pelo fim do racismo e preconceito na literatura Marçal Aquino Margarida Pizarro Maria Wilker Mitos mudança de vida Mulher Mulheres na Poesia Musica Não Pare Negritude O Mundo Encantado das Cores O Segredo de Índie O sol é para todos Outros Tempos Parceiros parcerias Petit Editora Pettit Editora Play List Poemas poemas autorais Lunna Marcela Poesias Projeto 10x10 Promoção promoção Literária Racismo Ramones Resenha Resistência romance Romance Espirita Romance Hot Sagrado Feminino Sarah Kilimanjaro Série de TV Série Vagalume Sevenwaters sociedade celta. A filha da floresta Sol e Lua Sororidade Sorteio Suzana Albornoz Sylvia Day TAGS Tais Cortez Textos Poéticos The L World The Musketereers Trechos de Musica Vikings What Wonderful World

Copyright © Flor Roxa | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...