Poema: Sagrada

domingo, agosto 09, 2015

Resenha: As Aventuras de Pinóquio, de Carlos Collodi

Olá Flores,

A história começa com mestre cerejeiro encontrando em sua oficina um pedaço que madeira que chorava e ria feito uma criança. Passado o primeiro susto ele resolve presentear seu amigo Geppetto com o tal pedaço de madeira.  Geppetto então esculpe um boneco com a madeira que mal fica pronto já começa a aprontar das suas.  O velho carpinteiro chama o boneco de Pinóquio e este logo aprende a andar, a correr e foge pela cidade. Geppetto ao tentar recuperá-lo acaba sendo preso por um guarda, pois a população o acusa de mal tratar o menino-boneco.
Pinóquio volta satisfeito e sozinho para casa, porém lá chegando encontra o grilo falante que lhe passa um sermão por ter deixado o pobre Geppetto ir para a prisão.  Pinóquio então se defende alegando que se continuasse a morar com o Geppetto acabaria indo ele para uma escola coisa que ele  quer evitar de qualquer forma.  A única coisa que interessa ao Boneco é brincar, correr e fazer traquinagens e os únicos ofícios que ele gostaria de aprender é comer e ficar de vadiagem.
O grilo diz a Pinóquio que por este caminho ele ia mal e logo iria ou para o hospital ou para a prisão.  Chamando o grilo de agorento Pinóquio o atinge na cabeça com um banco e o pobre grilo morre.


Novamente sozinho Pinóquio fica faminto e sem conseguir alimento dentro de casa ele enfim da razão ao grilo falante e conclui que havia errado ao fugir de casa e se revoltado contra seu pobre pai.
O boneco-menino resolve ir ao vilarejo procurar por alimento e volta logo depois ainda mais faminto e exausto, ninguém havia dado a ele nem um pedaço de pão.  Em casa ele deita ao lado do fogareiro, as labaredas atingem os pés de Pinóquio que nem percebe. O dia amanhece e alguém bate na porta. Para alegria e surpresa de Pinóquio era Geppetto.
Ao tentar abrir a porta para o pai, Pinóquio percebe que seus pés foram consumidos pelas brasas e cai choramingando no chão. Geppetto pula a janela e ao constatar a situação do menino chora junto com ele. Pinóquio relata seu dia longe do pai e a fome que sente. Geppetto o alimenta com quatro peras que traz no bolso. Ambos dormem.
No dia seguinte Geppetto refaz os pés de Pinóquio, mas antes faz o menino prometer que não fugirá mais de casa. Promete também ir a escola e ser um bom filho. Porem para ir a escola o menino exige roupas novas e uma cartilha.
Sem um tostão no bolso Geppetto vende o seu casaco de frio e compra as roupas para o filho e a cartilha. Pronto! O velho ficou satisfeito, pois pelo menos seu filho poderia ir à escola.
A caminho da escola Pinóquio escuta musica e fanfarras e fica sabendo que um teatro de fantoches vai se apresentar na cidade então vende a cartilha por quatro moedas para assistir ao espetáculo. A escola ficaria para o dia seguinte.
No teatro Pinóquio vive momentos de muita felicidade ao encontrar seus amigos bonecos, mas se desespera ao encontrar o dono do teatro que manda lhe prender para que sirva de lenha para alimentar o fogo da cozinha. O boneco-menino grita pedindo socorro a seu pai.
Ele escapa coma ajuda dos amigos e de policiais, mas esquece de seu pai e acaba seguindo os conselhos da raposa e por isso cai novamente em apuros quando assassinos tentam enforca-lo em uma arvore. Mais uma vez ele escapa.
Em todas as suas venturas e desventuras Pinóquio vai percebendo que sem o amor e o cuidado de seu pai ele nunca será um menino e sim apenas um boneco desobediente. Porem antes de conseguir chegar a casa ele se vê em muitos apuros, Pinóquio vai preso, é assaltado, vira um burrico.
Ele encontrou muitos personagens e a cada encontro ou situação Pinóquio aprendia uma lição seja boa ou má, mas todas o conduziam de volta para casa e para os braços do pai. Então promete a uma boa fada que será bom filho e obedecerá a seu pai em tudo inclusive indo à escola e aprendendo algum ofício.
Sem nunca conseguir voltar para casa Pinóquio acaba sendo resgatado por seu pai que o encontra e ambos choram de alegria e felicidade. Já em casa ao notar que Pinóquio realmente se tornara um bom menino e obediente a boa fada o transforma em um menino de carne e osso.
A obra As Aventuras de Pinóquio é de autoria de Carlos Collodi, no Brasil foi traduzido por Ivo Barroso e ilustrado por Alex Cerveny.  Em contexto escolar esta literatura pode propiciar a reflexão sobre responsabilidade, valores, cidadania e ética. Também é possível a abordagem de temas como relações familiares e outras interações sociais e afetivas.
Por se tratar de um clássico da literatura, esta obra já foi encenada em peças de teatro, musicais e filmes. Por isso se torna um material rico para se trabalhar os conceitos de teatro e representação na escola despertando amplo interesse dos alunos. Porém é demasiadamente importante também oportunizar o debate e a reflexão sobre a ideia de ser bondoso ou malvado dicotomias que são à priori incutidas no nosso imaginário tornando-se verdades absolutas com a finalidade de moldar caráter assim como valores sociais e culturais.

Sem mais, abraços poéticos,



 Acj
Reações:

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

O texto desta postagem foi produzido e elaborado por mim, Lunna Marcela e pensado em você cara leitora. Aqui tento colocar em palavras aquilo que me representa, que possa te alegrar e também representar de alguma forma. Deixe seu comentário pois ele é muito importante para mim....Bls Mil <3

"Seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito"

Social Profiles

Twitter Facebook Google Plus LinkedIn RSS Feed Email Pinterest
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Editoras Parceiras

Flor Roxa no Face

Autores Parceiros

Google+ Followers

Posts Populares

TOP COMENTARÍSTAS

Estante Skoob

comentáriosface

Tradutor

Descrição do Flor Roxa

Quando falar já não é suficiente para expressar a nossa essência, nós basta viver em poesia constante.

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Unordered List

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sample Text

Leve a Flor

Flor Roxa Poemas e Poesias - Dicas para blogs

Theme Download

Marcadores

#brasilemprosa Amor Anderson Henrique As Aventuras de Pinóquio Autor Autor Parceiro Autores Nacionais Beijo blog parceiro book tour Bruno Félix Butterfly Editora Carina Rissi Chiado Editora Concurso Literário Contos Crimes do Tarô Crossfire David Cohen Denuncia Dia dos Namorados Divulgação Editora Ática Editora Biruta Editora Globo Editora InVerso Editora Jose Olympio Editora Mulheres Editora Parceira Eduardo Rossato Em Busca das Borboletas EraEclipse Editora Eykler Simone Feminismo Ficção Flávia Mariano Florbela Espanca Fml Pepper Gilka Machado Golfinhos e Tubarões Happer Lee Herdeiro Sevenwatars Hot Hudson Ribeiro Infancia Infanto-juvenil Izabel Brandão Janethe Fontes Jean Shinoda Bolen Juliet Marillier Lançamentos Leonardo Nóbrega Lilian Farias Literatura Literatura Capixaba Literatura Fantastica Literatura Infanto-Juvenil Literatura nacional Livro de colorir Livros Lost Girl Luta pelo fim do racismo e preconceito na literatura Marçal Aquino Margarida Pizarro Maria Wilker Mitos mudança de vida Mulher Mulheres na Poesia Musica Não Pare Negritude O Mundo Encantado das Cores O Segredo de Índie O sol é para todos Outros Tempos Parceiros parcerias Petit Editora Pettit Editora Play List Poemas poemas autorais Lunna Marcela Poesias Projeto 10x10 Promoção promoção Literária Racismo Ramones Resenha Resistência romance Romance Espirita Romance Hot Sagrado Feminino Sarah Kilimanjaro Série de TV Série Vagalume Sevenwaters sociedade celta. A filha da floresta Sol e Lua Sororidade Sorteio Suzana Albornoz Sylvia Day TAGS Tais Cortez Textos Poéticos The L World The Musketereers Trechos de Musica Vikings What Wonderful World

Copyright © Flor Roxa | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...