Poema: Sagrada

quarta-feira, abril 22, 2015

Resenha: No Mundo da Luna, de Carina Rissi



Título: No Mundo da Luna

Autora: Carina Rissi

Ano: 2015 / Páginas: 476

Idioma: português

Editora: Verus Editora

Gênero: Romance


Sinopse:

No Mundo da Luna - A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome. Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção? Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito — não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor. Com seu estilo ágil e fluido, Carina Rissi criou em No mundo da Luna uma leitura viciante, permeada de humor, magia e paixão, que vai conquistar você do início ao fim.



Pela primeira vez como resenhista, infelizmente não tenho boas criticas a fazer desta obra e eu vou dizer por que.  Cogitei de não escrever este texto, mas percebi que nem sempre minha opinião será positiva, nem sempre vai ser fofa e nem por isso eu devo deixar de expressá-la sendo assim tentarei ao máximo ser direta e sucinta.


O grande problema que vi nesta obra esta na criação desta personagem e não poderia ser mais inconsequente, a autora pecou gravemente em alguns aspectos desta construção e demonstrou uma total falta compromisso com seu objeto de estudo, a cultura cigana. 


Vamos lá! Primeiro ponto negativo da obra é que a Luna sendo neta de uma anciã cigana, líder de um clã não demonstra o respeito pela cultura ou orgulho de pertencer a este povo, lástima. A autora justifica este aspecto com o fato da mãe de Luna ter se afastado do povo dela para se casar com um forasteiro gadje, mas a mãe de Luna morre no seu parto que vem a ser sua segunda filha e ela é criada com o pai até aos dez anos de idade, após isso vai viver na casa-tenda de sua avó juntamente com seu irmão Raul e demais parentela.


Sendo assim a personagem Luna uma jovem recém-formada em jornalismo não sabe nada de sua cultura, com exceção de uma festa de casamento de uma prima em que ela comparece com sua amiga e o Dante a autora apenas mostra o medo que Luna tem de sofrer preconceito por suas raízes e mesmo nesta festa onde principalmente femininas deveriam ganhar a luz dos holofotes e mostrar orgulhosas o sangue cigano, isso não ocorreu, a autora narra que Luna aprendeu a dançar com sua avó, mas no casamento quando as primas a chamaram para dançar ela simplesmente se nega saindo da barraca então a dança das  outras passa de muito pouco para absolutamente nada.


Em relação à leitura de cartas Luna é um desastre e Usa as cartas a seu bel prazer sem demonstrar o mínimo respeito ou responsabilidade, Luna pede ajuda a avó, mas ao ser alertada de que a prática era coisa muito séria para o que ela intencionava Luna ignora a avó e parte para fazer previsões do horóscopo da revista com um jogo de baralho cigano que ela compra em uma loja de usados.  O tempo inteiro Luna se diz para a amiga uma farsante, se diz um embuste, evita contato com as previsões de sua avó para si e os que a rodeiam.


Na minha humilde opinião a autora apenas se apropriou da cultura cigana para dar sentido ou falta dele a seu romance sem oferecer nada em troca a cultura cigana o que eu acho extremamente feio de um autor fazer. Neste sentido me utilizo das palavras de Luna para dizer que realmente foi uma farsa e não aconteceu magia alguma no romance.


Segundo problema foi à linguagem infantil que se apresenta em dois momentos primeiro foi quando Luna e Dante tomam um fogaréu no bar de um hotel onde Luna tinha um encontro e acabam por se encontrar, ambos motivados por suas decepções amorosas começam a se embriagar de vodka e passam algumas paginas falando na língua do Z para demonstrar o nível do álcool.


Não bastasse isso o vexame se repete quando Dante passa dois dias de gripe forte e Luna vai cuidar dele e o moço passa estes dois dias falando na língua do D. Completamente desnecessário, bastaria dizer que os dos bêbados estavam substituindo S por Z e depois N por D que já daria para saber oque se passava com os personagens, foi um horror e uma  gastura ler paginas e paginas desta baboseira.


Em terceiro vem o mais grave, Luna passa a primeira noite dela com Dante na sequencia desta cachaçada no hotel e ao acordar não se lembra de nada oque aconteceu, nem ela nem o rapaz, a memoria só volta quando os dois se deparam com as provas do “crime”. Então Luna deixa o hotel dizendo que não sabe como permitiu que chegassem aquele ponto porque ela nunca havia transado sem estar apaixonada ou vivendo uma relação. Realmente o encontro dos dois no hotel não teve preludio algum pelo contrario Luna tinha horror a Dante que vinha a ser seu chefe na redação do jornal.


Reparem como a autora Carina Rissi constrói um encontro que supostamente deveria ser romance em cima de bases tão problemáticas. Em um pais onde existe uma cultura de assedio moral e sexual e pior, também cultura de estupro de vulnerável a autora supor ser um inicio romântico uma transa em um quarto de hotel com os dois personagens totalmente embriagados e motivados por suas decepções. Tststs....


Lógico que a partir de então a coisa começa a fluir mais dentro dos conformes entre eles, mas até a terceira vez dos dois juntos Luna continua saindo da cama se dizendo chocada e arrependida e isso segue até mais da metade do livro. Chega um ponto em que ao terminarem de fazer amor pela terceira vez Dante olha para Luna e pergunta e ai se arrependeu de novo? A resposta de Luna foi sim.


Eu nem vou entrar no mérito da personagem ser fraca, insegura nada disso porque personagem por si só não vive, não come, não faz nada eu só posso lamentar que a autora não tivesse tido o cuidado de não fazer apologia a este tipo de crime na sua escrita, que ela não subestimasse suas leitoras e por fim que ela não tenha tido um olhar generoso para uma cultura magnifica e rica como o é a cultura cigana.

Infelizmente devido a gravidade do assunto também não consegui ser generosa com a autora, mas fico feliz por saber que muitas não concordarão comigo.



Abraços Poéticos,

Sobre a autora:


Carina Rissi é uma leitora voraz, sempre lê a última página de um livro antes de comprá-lo e tem um fascínio inexplicável pelo tema “amores impossíveis”. Vê nas obras de Jane Austen uma fonte de inspiração. Quando se desgruda dos livros – tanto dos que lê quanto dos que escreve –, Carina se diverte assistindo a comédias românticas ao lado da família e planejando viagens a lugares exóticos que não conhecerá tão cedo, devido ao seu pavor de avião. Ela nasceu em Ariranha, interior de São Paulo, onde mora atualmente com o marido e a filha, após ter vivido uma curta temporada na capital paulista. Seu primeiro livro, Perdida: um amor que ultrapassa as barreiras do tempo, foi publicado na Alemanha, onde entrou para as listas de mais vendidos. Procura-se um marido é seu segundo livro.


Reações:

Comente com o Facebook:

51 comentários:

  1. Eu não li esse livro. Portanto, meus argumentos serão sobre a sua resenha. Lamento que a autora tenha abordado tão superficialmente uma cultura tão rica quanto a dos ciganos. Lamento também pelas outras falhas apontadas tão bem nesta resenha. Parabéns!
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Liliam também lamentei muito... bjs

      Excluir
  2. Uoooooooooooou que perfeito, preciso ler esse livro. Amo histórias assim, principalmente por saber que ela é jornalista.
    Adorei a resenha, está de parabéns.
    http://glamodaon.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs ok linda boa leitura e reflexão :)

      Excluir
  3. Achei que seria um livro romântico e fofo, mas sua resenha realmente fez com que eu percebesse que estava enganada. Já não compraria o livro pela capa. O cenário tá interessante, mas não curti a foto da moça. E lendo sua resenha, me interessei menos ainda.

    Mas acho certo o que você fez, é a sua opinião, sendo ela boa ou ruim, você tem todo o direito de expor.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc Mariana toda literatura tem por principio a reflexão portanto é interessante prestarmos atenção nestes detalhes ..bjs

      Excluir
  4. Oh! é a primeira vez como resenhista mesmo? ta bem feitinho :D
    Embora eu não conheça o livro achei interresante a forma como você se expressou sobre ele :D continue assim! :D

    <3

    Um beijo!
    SofiaPiassi.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não sofia esta foi a primeira não muito positiva ... :( ..grata por ter gostado bjss

      Excluir
  5. Poxa, que pena que não tenha explorado a cultura cigana como você esperava. Eu já não costumo gostar de romances, mesmo, com certeza passarei essa leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Amanda senti que pela importancia que foi dada a cultura cigana na obra a protagonista poderia ser apenas vizinha de ciganos e não neta de uma líder cigana como a autora construiu ...

      Excluir
  6. Oii
    Eita, esse livro parece ser tenso. pela sua resenha ele não é lá grande coisa mas eu bem que fiquei curiosa para saber oq acontece nele. Meio que concordei com vc ter dito que a autora nào respeitou a cultura cigana contida no mesmo... acho que se ela optou por se basear em algo numa cultura, deveria ao menos ter respeitado a mesma, mas pelo oq vc disse, não rolou. Enfim... vou ver se leio e depois retorno para te dizer oq achei ;)
    Bjooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok Barbara deixando claro que a falta de respeito a que me referi foi não dar profundidade ao assunto como este merecia ok? bjs

      Excluir
  7. oi Lunna tudo bem?
    Adorei sua resenha, vc me passou a impressao do livro ser bem envolvente e cativante para ler, uma leitura muito gostava e calma, mas que nos traz fortes emoções, eu simplesmente adorei.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bom que vc gostou lia ..depois que tiver lido quem sabe possamos trocar figurinhas? bjs

      Excluir
  8. Nunca ouvi falar desse livro antes, infelizmente não faz meu gênero, e acabei achando o livro meio superficial mas sua resenha está de parabéns, geralmente quando não me interesso pelo livro, acabou deixando a resenha de lado, mas a sua li tudinho e com gosto *-*

    http://geekcorderosa.blogspot.com.br/2015/04/7-on-7-pascoa.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna fico feliz pelas suas palavras bjs

      Excluir
  9. Gosto do gênero romântico, mas sem lenga lenga...
    Achei o máximo o resumo do livro...mas ainda achei bem familiar essa coisa de tudo vai dando mal...Boa resenha.
    Gostei, muito legal!
    Blog ArroJada
    Divulgação de Blogs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Sue eu acho que inovar totalmente no enredo da obra é coisa pra gênios mas admiro muito qdo o autor consegue dar cara nova ao antigo e ainda surpreender, isso também é um toque de genialidade. bj

      Excluir
  10. já não é o tipo de romance que eu costumo gostar, ainda mais com tantos pontos negativos... a temática cigana bem que me interessa, mas mal abordada, não... xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois val eu também esperava mais neste aspecto ..bjs

      Excluir
  11. Ah esse livro <3 Já vi vários posts anunciando o lançamento, mas ainda não li, está na minha wishlist. Li a sinopse e adorei o enredo, parece ser uma história bem legal, afinal tem romance né, como ão se apaixonar? Sua resenha ficou ótima. Beijos, Érika

    www.queroseralice.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é eu também amo os romances *.* rsrs

      Excluir
  12. Olá.
    Ainda não tive a oportunidade de ler este livro da Carina, eu adoro romance mas pelos fatos que você relatou que acontece neste livro . odeio pegar livros que sejam superficiais e esse parece que é, voce contou que a autora fala um pouco da cultura cigana, então eu fiquei pensando será que ela quis fazer um livro parecido com o sucesso da autora Lisa Kleypas na série os Hataways, será que ela quis copiar e copiou mal?
    O unico contato que eu tive com a autora foi em Perdida e gostei do romance, apesar de achar meio vago o contexto histórico poia ela não fala em que pais, cidade ou ano que acontece a história, ela só fala que se passa no século XIX e pronto, não tem como o romance ser ambientado aqui no Brasil porque a maneira que ela descreveu o ambiente e os costumes não tem nada a ver com o nosso contexto histórico.
    Quanto as personagens serem sem personalide e bobinhas acredito que seja uma característica das mocinhas dessa autora, pois a Sophia é assim também.
    Adorei seu post, acho muito interessante quando alguém diz sua real opinião sobre o livro, já me conquistou como leitora .
    Acho que não leria este livro pois pelo que você relatou da história seria uma decepção das grandes para mim , prefiro passar a vez e ler algo melhor.
    Um abraço .
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá.
    Ainda não tive a oportunidade de ler este livro da Carina, eu adoro romance mas pelos fatos que você relatou que acontece neste livro acho que não leria . odeio pegar livros que sejam superficiais e esse parece que é, voce contou que a autora fala um pouco da cultura cigana, então eu fiquei pensando será que ela quis fazer um livro parecido com o sucesso da autora Lisa Kleypas na série os Hataways, será que ela quis copiar e copiou mal?
    O unico contato que eu tive com a autora foi em Perdida e gostei do romance, apesar de achar meio vago o contexto histórico poias ela não fala em que pais, cidade ou ano que acontece a história, ela só fala que se passa no século XIX e pronto, não tem como o romance ser ambientado aqui no Brasil porque a maneira que ela descreveu o ambiente e os costumes não tem nada a ver com o nosso contexto histórico.
    Quanto as personagens serem sem personalide e bobinhas acredito que seja uma característica das mocinhas dessa autora, pois a Sophia é assim também.
    Adorei seu post, acho muito interessante quando alguém diz sua real opinião sobre o livro, já me conquistou como leitora .
    Acho que não leria este livro pois pelo que você relatou da história seria uma decepção das grandes para mim , prefiro passar a vez e ler algo melhor.
    Um abraço .
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Mary eu tinha intenção de ler o Perdida sabe mas tirando por este livro e opinião de pessoas que leram e disseram justamente o que vc disse a que vc disse aqui, que existe uma discrepância muito grande entre o que a autora escreve e o nosso contexto histórico principalmente em relação aos negros... lamentei

      Excluir
  14. Eu nunca li nada da Carina até hoje. Tenho muita vontade de ler Perdida, principalmente depois que eu soube que vai virar filme, mas confesso que esse livro em especial não me chamou nem um pouco a atenção.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É eu soube sobre esta questão do filme após ler o livro e fazer a resenha rsrs bjss

      Excluir
  15. Ainda não li nada sobre a autora, mas vou começar por Perdida! O Sucesso dela! Mas pretendo sim ler este livro, para tirar minhas próprias conclusões!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso ai Joi a função principal da literatura é provocar o debate e a reflexão..bjss

      Excluir
  16. Olá, tudo bem?
    Bom, eu confesso que estava curiosa a respeito desse livro e por isso sua opinião sincera pra mim foi ótima - obrigada!
    Mesmo não tendo lido o livro sinto que se eu fosse ler minha opinião seria muito próxima da sua. Eu particularmente gostei da desenvoltura que a Carina teve para escrever "Perdida" sempre com humor, por isso fiquei curiosa a respeito dessa trama, confesso que o título também me chamou a atenção, mas pensei que Luna tivesse alguma relação com a Lua haha.
    Ainda não sei se irei ler, mas quem sabe.

    Beijos, Marcela.
    http://bloggrascunhosfemininos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kk e tem amiga a Luna da carina tem a Lua como sua madrinha algo assim bjss

      Excluir
  17. Lunna, sua resenha foi muito sincera e gostei bastante do cuidado que teve em esclarecer o que a incomodou durante a leitura. Eu não tive contato com o talento dessa autora, mas devido ao meu grande interesse no seu trabalho já comprei todos os seus livros – com exceção desse. Sempre pensei que um dia a leria (rs).
    Uma pena que No Mundo da Luna tenha tamanhas fragilidades e todas elas, sim, também me incomodariam. Estava animada para uma história repleta de mistérios e curiosidades sobre a origem cigana da personagem. Foi decepcionante saber que a autora não explorou esse aspecto.
    Enfim, minha mãe comprou o livro e, por isso, não pretendo investir na aquisição. Pedirei emprestado em algum momento futuro e ter minha própria opinião.

    Beijos, flor!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Fran eu inclusive gostaria muito de saber se realmente leu e o que achou das minhas considerações, se conferiram ou não ..bjs

      Excluir
  18. OI Lunna tudo bom? Eu já tinha ouvido falar nesse livro e fiquei bem curiosa pelo desenrolar da historia, mas gostei da sua opinião sincera, que eu acho muito bacana em blogs literarios, pois os de beleza já nao se acha tanta sinceridade rs bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Carol por isso acredito que os blogueiros não deveriam se comprometer tanto com parcerias apesar de bem vindas acabam limitando um pouco a critica.. bjss

      Excluir
  19. Oiee ^^
    Por mais que você não tenha curtido 100% a história, ainda estou muito curiosa para ler. Cheguei a conhecer uma das obras da Carina e adorei, o jeito que ela escreve é incrível. Uma pena que a personagem seja chata assim :/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então a Luna não é chata não foi isso que eu disse ... achei que a autora aproveitou mal a oportunidade apenas ..bjs

      Excluir
  20. Vc foi bem precisa e sincera em abordar as criticas encontradas no livro.Eu não costumo apreciar esse tipo de literatura ainda mais com personagens chatas,ou que nos fazem perder o extase da leitura.no demais sua resenha e seu blog está um encanto.
    Parabens
    https://www.youtube.com/watch?v=0xOr91e0SoA&lc=z12ftp5xjtvfjxiy304cjv4glqjzejeotzw0k

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata shirley :) que bom que tem gostado bjss

      Excluir
  21. Oi, tudo bem?
    Eu já li o Perdida da Carina e não curti muito, acredito que seja pelo fato de ser um romance histórico, eu até fiquei interessada nesse livro por se trata de cultura cigana mas ao ler a sua resenha fiquei meio decepcionada pelo fato dela não ter se aprofundado nesse assunto, acredito que vou ter que deixar essa leitura para uma proxima oportunidade.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Gio também lamentei este fato espera uma Luna mais emergida dentro da cultura de seu povo..bjss

      Excluir
  22. Oi oi, como vai?
    Eu já não leria o livro por ser romance, não um gênero que eu curto. Mas ficaria curiosa pelo fato de falar da cultura cigana, uma cultura que tenho muito interesse.
    Infelizmente a autora não soube desenvolver, e ao meu ver tinha tudo para ser um excelente livro, uma pena...
    Ainda não li nada da Carina e mesmo não sendo o tipo de livro que leio, pretendo ler algum um dia.
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também senti isso que a autora gastou munição ..

      Excluir
  23. Olá... tudo bem??
    Bom como inciante sua resenha ficou bem legal e escrita... não sei a fundo sobre a cultura cigana, mas eu adoro e saber que o livro não abordou nem os principios básicos... me trouxe receio... eu fiquei muito interessada pelo livro desde o seu lançamento...porém ainda quero ler para tirar as minhas conclusões da obra... xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Diana eu não digo que não leiam até pq a leitura em si é bastante agradável..apenas aponto questões que me intrigaram e causaram até certa perplexidade.

      Excluir
  24. Oie, Lunna!
    Vejo que todos estão loucos pela Carina, especialmente com a notícia de que um de seus livros será adaptado (estou certa, né?). Então entro aqui e vejo sua opinião tão sincera a respeito do livro, sob uma ótica que jamais vi qualquer resenhista abordar. Adorei. Antes eu tinha uma leve curiosidade de ler o livro por conta da capa e do título, agora sei que devo passar bem longe.
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando: Livre-se você também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Celly eu acredito que a arte imita a arte e a arte influencia a vida sabe rsrs não consigo ler as obras sem tentar linkar as coisas ..enfim foi o que percebi realmente.;; bjss

      Excluir
  25. Olá.

    Ainda não tive a oportunidade de ler a obra ou conhecer algo da autora, mas eu não me interessei muito. Gosto de quando os autores aprofundam e mergulham nos temas, explorando todos os mínimos detalhes e, infelizmente, não foi isso o que aconteceu na obra. Infelizmente, vou dispensar essa leitura.

    loucurasaovento.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Ju também lamentei muito..bjss

      Excluir
  26. Oie, tudo bom?
    Tenho muita curiosidade para ler esse livro porque já conheço a escrita da autora. Eu não sabia que esse livro se baseava na cultura cigana e é uma pena que a autora não tenha aproveitado isso para tornar seu livro mais rico. Entendo seu posicionamento sobre a relação amorosa da protagonista, mas preciso ler o livro para dar uma opinião melhor.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente isso Aline a minha intenção é abrir a possibilidade de reflexão e até mesmo o debate sobre a obra e a mensagem que ela passa ou deixa de passar..enfim boa leitura ..bjs

      Excluir

O texto desta postagem foi produzido e elaborado por mim, Lunna Marcela e pensado em você cara leitora. Aqui tento colocar em palavras aquilo que me representa, que possa te alegrar e também representar de alguma forma. Deixe seu comentário pois ele é muito importante para mim....Bls Mil <3

"Seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito"

Social Profiles

Twitter Facebook Google Plus LinkedIn RSS Feed Email Pinterest
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Editoras Parceiras

Flor Roxa no Face

Autores Parceiros

Google+ Followers

Posts Populares

TOP COMENTARÍSTAS

Estante Skoob

comentáriosface

Tradutor

Descrição do Flor Roxa

Quando falar já não é suficiente para expressar a nossa essência, nós basta viver em poesia constante.

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Unordered List

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sample Text

Leve a Flor

Flor Roxa Poemas e Poesias - Dicas para blogs

Theme Download

Marcadores

#brasilemprosa Amor Anderson Henrique As Aventuras de Pinóquio Autor Autor Parceiro Autores Nacionais Beijo blog parceiro book tour Bruno Félix Butterfly Editora Carina Rissi Chiado Editora Concurso Literário Contos Crimes do Tarô Crossfire David Cohen Denuncia Dia dos Namorados Divulgação Editora Ática Editora Biruta Editora Globo Editora InVerso Editora Jose Olympio Editora Mulheres Editora Parceira Eduardo Rossato Em Busca das Borboletas EraEclipse Editora Eykler Simone Feminismo Ficção Flávia Mariano Florbela Espanca Fml Pepper Gilka Machado Golfinhos e Tubarões Happer Lee Herdeiro Sevenwatars Hot Hudson Ribeiro Infancia Infanto-juvenil Izabel Brandão Janethe Fontes Jean Shinoda Bolen Juliet Marillier Lançamentos Leonardo Nóbrega Lilian Farias Literatura Literatura Capixaba Literatura Fantastica Literatura Infanto-Juvenil Literatura nacional Livro de colorir Livros Lost Girl Luta pelo fim do racismo e preconceito na literatura Marçal Aquino Margarida Pizarro Maria Wilker Mitos mudança de vida Mulher Mulheres na Poesia Musica Não Pare Negritude O Mundo Encantado das Cores O Segredo de Índie O sol é para todos Outros Tempos Parceiros parcerias Petit Editora Pettit Editora Play List Poemas poemas autorais Lunna Marcela Poesias Projeto 10x10 Promoção promoção Literária Racismo Ramones Resenha Resistência romance Romance Espirita Romance Hot Sagrado Feminino Sarah Kilimanjaro Série de TV Série Vagalume Sevenwaters sociedade celta. A filha da floresta Sol e Lua Sororidade Sorteio Suzana Albornoz Sylvia Day TAGS Tais Cortez Textos Poéticos The L World The Musketereers Trechos de Musica Vikings What Wonderful World

Copyright © Flor Roxa | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...