Poema: Sagrada

sábado, abril 04, 2015

Séries de TV que Me Encantam: The L World



Título Original: The L Word
País de Origem: EUA
Gênero: Séries
Duração: 50 Minutos
Ano de Lançamento: 2004
Sinopse:
A série centra-se nas vidas de um grupo de mulheres lésbicas e bissexuais que vivem no bairro de West Hollywood, em Los Angeles. O título , “A Palavra L”, refere-se tanto à palavra “lésbica” como a uma série de outras que, se relacionam com o programa, como “longing” (desejo), “lies” (mentiras), “love” (amor), “lust” (luxúria), “life” (vida) e Los Angeles.




Olá Flores,

Esta é uma de minhas séries preferidas e não tinha como ser diferente, em The L World as mulheres que tem minha eterna admiração e fonte de minha inspiração se apresentam num colorido forte com muitas pinceladas marcantes, altos relevos, ranhuras, matizes e se mostram como obra prima em constante mutação, mas o objetivo delas não é  o decorar  ou encantar mas mostrar esta incrível  diversidade  das muitas mulheres que  possam habitar no interior de cada uma de nós.





No elenco como já mostrado só tem deusas, dou destaque a atriz Jennifer Beals, que para quem não ligou o nome à pessoa trata-se da mesma atriz que interpretou a Alex em Flash Dance, ah! Lembrou não foi? Pois então continua tão ou mais linda que antes.


Outra que destaco é a atriz Katherine Moenning que na série interpreta a DJ Shanne e é só porque esta androginia dela acaba com psicológico (risos). Ela é muito gata, vixe!!



Não vou ficar aqui repetindo informações da internet, pois este não é meu objetivo aqui, mas deixo um link AQUI para quem interessar.

A série conta a história de um grupo de amigas que unidas lutam por encontrar seu lugar no mundo, assim, como a realização pessoal, profissional e afetiva.  A série escapa de qualquer estereótipo em relação à construção dos personagens e o principal motivo é o grande numero de mulheres a transitar por The L World formando o elenco flutuante, mas mesmo o elenco fixo está em constante mudança, como já foi dito antes e isso me encantam, pois elas não se prendem a lugar algum que não seja a própria felicidade e uma das outras.


Sim, o grupo é unido tem regras gerais de convivência, mas a principal é seja honesta consigo mesma e feliz. Este é o tom que marca TLW e nela podemos constatar como é limitada a nossa visão, como é opaco o olhar que lançamos sobre o humano e suas complexidades.


Apesar de a série ser sobre uma comunidade lésbica a série não se limita a isso estão ali presentes todos os conflitos humanos, traumas, desejos, vontades, decepções... Assim como também existem personagens que acreditam que são heteros (risos), pessoas transgênicas, etc... E claro tudo isso regado a muita pegação, baladas, encontros, desencontros, alegrias, choro, velas... Muitos amores começando outros terminando.  

The L Word para mim foi incrível, pois me fez perceber o quanto podemos ser preconceituosos em relação ao que consideramos desconhecido e que na verdade ele está tão presente nas outras como está em mim. Pode-se mudar a frequência, mas a música é a mesma.


Esta série eu recomendo para quem não tem medo de olhar para o abismo, pois o abismo vai olhar para você e vai ser bem no fundo dos teus olhos.
Mas não tenham medo à série é leve, gostosa, te levará aos risos frouxos e as lágrimas, mas muito mais aos risos porque no final de cada episódio estão todas amulheres lá de cabeça erguida e muito bem resolvidas.

Ah! não posso deixar de comentar que algumas pessoas me indagaram sobre minha sexualidade apenas por amar e assistir a série, mas não esquentem com isso não porque gente reprimida e castradora vocês já devem conhecer não é mesmo? Então façam a egípcia junto comigo. Confira série completa on line. 

               Um spoiler de 9 minutos não cliquem se não gostarem <3 br="">



Beijos Poéticos.
Reações:

Comente com o Facebook:

10 comentários:

  1. Olá Lunna, tudo bem? Sabe, assistir séries não é bem a minha praia, mas tenho que abrir uma exceção porque é muito legal saber que tem uma série que se preocupa com estas visões estereotipadas meia-boca. Preciso assisti-la.
    Um bjo :))

    egodeescritor.blogspot.com.br/2015/02/1-conto.html#links

    ResponderExcluir
  2. Eu já tinha ouvido algo sobre a série, mas nunca cheguei a assisti-la de fato.. não é o tipo de série que me agrada, mas cada um com seus gostos né? rs. Beijos flor

    Mutações Faíscantes da Porto

    ResponderExcluir
  3. Eu já assisti essa série, até inspiraram um reality show nela, the Real L world, acho que era esse o nome rsrs.
    beijos adorei o post

    ResponderExcluir
  4. Oi Lunna, tudo bem?
    Não conhecia a série, parece bem interessante, mas vou deixar de lado por enquanto pis já acompanho umas 10 que estão atrasadas.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  5. oiiiiiii

    Adorável! Ainda não vi a série completa e estou louca por isso... Adorei a ideia dela! Excelente indicação :D
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  6. oooiiieee!!!normalmente não vejo serie que não tenha algo de sobrenatural ou fantástico mas to sempre antenada sobre o mundo das series essa curiosamente não conhecia, parece ser interessante vou ver os primeiros capítulos e ver se engata.
    BEIJOSSsss...

    sonhos de leitor

    ResponderExcluir
  7. Oi Lunna,

    Adoro The L Word, assisti poucas temporadas, mas me apaixonei.

    Shane <3

    Conversas de Alcova ❤

    ResponderExcluir
  8. Oi oi, como vai??
    Ainda não conhecia a série e confesso que não assistiria, já que não sou muito de ver séries, só acompanho GOT mesmo haahahahaha
    Beijão!

    ResponderExcluir
  9. Oie, Lunna!
    Que interessante. Não sabia da existência da série, mas virei fã da premissa. É um tema bem polêmico, não? Legal para se assistir na sala rodeada de meus tios e tias que mesmo tendo uma lésbica na família (uma prima minha), insistem em fingir que não e preferem dizer que a namorada dela "é amiga" para os outros. Vejo que isso a magoa e fico chateada. Amor não deveria ser motivo de vergonha para ninguém.
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando: Livre-se você também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee Celly que bacana seu comentário, verdade mesmo amiga .. o amor nunca deveria ser motivo de vergonha a ninguem .. bjss

      Excluir

O texto desta postagem foi produzido e elaborado por mim, Lunna Marcela e pensado em você cara leitora. Aqui tento colocar em palavras aquilo que me representa, que possa te alegrar e também representar de alguma forma. Deixe seu comentário pois ele é muito importante para mim....Bls Mil <3

"Seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito"

Social Profiles

Twitter Facebook Google Plus LinkedIn RSS Feed Email Pinterest
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Editoras Parceiras

Flor Roxa no Face

Autores Parceiros

Google+ Followers

Posts Populares

TOP COMENTARÍSTAS

Estante Skoob

comentáriosface

Tradutor

Descrição do Flor Roxa

Quando falar já não é suficiente para expressar a nossa essência, nós basta viver em poesia constante.

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Unordered List

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sample Text

Leve a Flor

Flor Roxa Poemas e Poesias - Dicas para blogs

Theme Download

Marcadores

#brasilemprosa Amor Anderson Henrique As Aventuras de Pinóquio Autor Autor Parceiro Autores Nacionais Beijo blog parceiro book tour Bruno Félix Butterfly Editora Carina Rissi Chiado Editora Concurso Literário Contos Crimes do Tarô Crossfire David Cohen Denuncia Dia dos Namorados Divulgação Editora Ática Editora Biruta Editora Globo Editora InVerso Editora Jose Olympio Editora Mulheres Editora Parceira Eduardo Rossato Em Busca das Borboletas EraEclipse Editora Eykler Simone Feminismo Ficção Flávia Mariano Florbela Espanca Fml Pepper Gilka Machado Golfinhos e Tubarões Happer Lee Herdeiro Sevenwatars Hot Hudson Ribeiro Infancia Infanto-juvenil Izabel Brandão Janethe Fontes Jean Shinoda Bolen Juliet Marillier Lançamentos Leonardo Nóbrega Lilian Farias Literatura Literatura Capixaba Literatura Fantastica Literatura Infanto-Juvenil Literatura nacional Livro de colorir Livros Lost Girl Luta pelo fim do racismo e preconceito na literatura Marçal Aquino Margarida Pizarro Maria Wilker Mitos mudança de vida Mulher Mulheres na Poesia Musica Não Pare Negritude O Mundo Encantado das Cores O Segredo de Índie O sol é para todos Outros Tempos Parceiros parcerias Petit Editora Pettit Editora Play List Poemas poemas autorais Lunna Marcela Poesias Projeto 10x10 Promoção promoção Literária Racismo Ramones Resenha Resistência romance Romance Espirita Romance Hot Sagrado Feminino Sarah Kilimanjaro Série de TV Série Vagalume Sevenwaters sociedade celta. A filha da floresta Sol e Lua Sororidade Sorteio Suzana Albornoz Sylvia Day TAGS Tais Cortez Textos Poéticos The L World The Musketereers Trechos de Musica Vikings What Wonderful World

Copyright © Flor Roxa | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...